Toninho Cecílio faz análise do jogo Barcelona 1 x 0 Atl. Madrid

O técnico Toninho Cecílio fez uma análise completa do jogo Barcelona 1x0 Atlético Madrid. Partida válida pelas Quartas de Final da Copa do Rei da Espanha, realizada no dia 21 de janeiro de 2015, no estádio Camp Nou.

Barcelona 1 x 0 Atletico Madrid POSICIONAMENTO 1

 

 

Barcelona e Atlético de Madrid jogaram a primeira partida pelas Quartas de Final da Copa do Rei da Espanha.

 Disposição Tática em campo

 As duas equipes utilizaram sistemas táticos diferentes e exatamente como vem jogado em toda a temporada. O Atlético com duas linhas de quatro muito bem definidas e dois atacantes à frente.
O Barcelona com seu tripé ocupando o meio de campo com a base feita por Busquets, o croata Rakitic pela direita e Iniesta pela esquerda, ambos atuando mais à frente de Busquets.

Na linha de frente, Suarez pela direita e Neymar pela esquerda com Messi fazendo o falso nove, compondo uma linha de três atacantes.

Um 4 x 3 x 3 do Barcelona contra um clássico 4 x 4 x 2 do Atlético de Madrid.

Proposta de jogo

Como previsto o Barcelona começou impondo sua maneira de jogar. Em jogos de Copa, com ida e volta, torna-se muito mais importante adotar postura agressiva dentro do próprio estádio. Ao mesmo tempo, ter o equilíbrio para não levar gols pois o peso que tem o gol feito fora é maior e pode ser fator decisivo na segunda partida.

A equipe catalã adiantou seus dois laterais, Daniel e Alba. Atacava com sete jogadores. Ficando apenas os dois zagueiros e Busquets para o suporte e contenção dos contra-ataques como pode ser notado na imagem 01.

Encontrando muita dificuldade para transpor a primeira linha de marcação o Barça, corretamente, insistiu, no primeiro tempo, nas inversões de jogada. Daniel invertia diretamente para Alba. Uma das maneiras de tentar quebrar linhas de marcação. Alba teve mais liberdade que Daniel. Tentou várias vezes as tabelas com Neymar.
Como chances reais de gol apenas uma penetração de Suarez entre os zagueiros, recebendo passe milimétrico de Rakitic.

O Atlético de Madrid tem no seu sistema tático o ponto forte. As duas linhas de quatro jogam muito próximas. E, além disso, os dois atacantes dão colaboração enorme no campo defensivo, montando assim, um quadro defensivo quase que intransponível. E essa equipe exaustivamente treinada por Simeone em um só esquema tático faz com que a equipe sempre jogue um futebol muito sólido.

Porém, pouco ofensiva. Jogar com apenas dois atacantes faz a marcação adiantada sempre ser mais difícil de ser executada. Portanto, conseguem roubar a bola frequentemente na linha intermediária defensiva o próximo da própria grande área. O que faz com que tenha um longo caminho até conseguirem finalizar.

Em contrapartida, conseguem, com a linha de quatro no meio, praticamente tirar todos os espaços do adversário. Fazem poucos gols mas levam menos ainda.

Caso tivessem atacantes com mais habilidade, que conseguissem prender mais a bola teriam melhores resultados ainda pois tanto Torres quanto Mandzukic tem dificuldade em reter a posse de bola para que a equipe consiga sair mais vezes de trás.

Barcelona 1 x 0 Atletico Madrid POSICIONAMENTO 1
 
Segundo tempo

Apenas uma alteração no retorno para o segundo tempo. Entra Mandzukic no lugar de Fernando Torres no Atlético de Madrid. Alteração burocrática. Atletas quase que idênticos. Torres não segurou a bola como deveria. Esteve mal e merecia sair. No entanto Mandzukic teve atuação extremamente apagada. Não acrescentou nada. 

Barcelona 1 x 0 Atletico Madrid 2 TEMPO

Barcelona continuou a pressionar muito e sempre colocando sete homens no campo ofensivo. O Atlético recuou mais ainda. Não conseguia mais reter a bola com a ineficiente entrada de Mandzukic.

Apenas Griezmann, assim como no primeiro tempo, conseguia segurar um pouco mais a bola no campo de ataque.

Aos 20 minutos do segundo tempo Simeone tira o francês Griezmann, coloca Raul Garcia aberto na direita na segunda linha de quatro, empurra Koke para o lado esquerdo da segunda linha de quatro, Gabi centraliza com Suarez e posiciona Arda Turam para um posicionamento um pouco mais à frente. Configurando-se um 4 x 4 x 1 x 1.

Barcelona 1 x 0 Atletico Madrid 2 T 2

Quarto final da partida

Com a saída de Griezmann, o único homem de velocidade na frente, o Atlético chamou o Barcelona para o seu campo. Arda Turam, que havia sido adiantado não conseguia segurar a posse de bola e não tinha mais condição física para dar opções de saída de jogo em velocidade. O Atlético viu-se obrigado a desenhar uma marcação onde seus dois atacantes davam o primeiro combate na linha intermediária defensiva, como mostra o próximo quadro.

Ao retomar a posse de bola não tinha mais a velocidade. O Barcelona não conseguia penetrar na grande área mas continuou com muita posse e tentando inversões e jogadas dobradas pelas laterais do campo.

Após tanto insistir conseguiu um gol através de um penalti cobrado por Messi. Penalti corretamente marcado.

Com Messi, Neymar e Suarez muito bem marcados o Barcelona venceu com muita dificuldade mas...conseguiu ao menos, fazer com que o Atlético tenha que sair um pouco mais no Vicente Calderon na próxima quarta.

Falta ao Barcelona um plano B, alternativas para atuar contra marcações como a do Atlético.
Barcelona teve 68% de posse de bola contra 32% do Atlético que abdicou do ataque muito cedo. No entanto, Copas são jogadas dessa maneira. Com o regulamento à mão. Com frieza.

Barcelona 1 x 0 Atletico Madrid DEFENSIVO EXTREMO

Você está aqui: Home Análise de Jogos Toninho Cecílio faz análise do jogo Barcelona 1 x 0 Atl. Madrid